Você está em: Dieta das proteínas
Subscreva já a nossa newsletter
Nunca se deve ficar várias horas sem comer, e nunca deve saltar refeições
Dieta das proteínas

Comer sem restrições de quantidade e mesmo assim emagrecer é sem sombra de dúvida apelativo. Saiba tudo sobre a dieta das proteínas seguida por inúmeras celebridades.
A dieta das proteínas tem origem na célebre dieta do Dr. Atkins popularizada por imensas estrelas de cinema. Publicada originalmente em 1972, sofreu de imediato o repúdio da comunidade científica e o apoio entusiástico de muitos seguidores. Apesar de originalmente os resultados deste tipo de dieta não serem reconhecidos pelos nutricionistas, a evidência acumulada veio dar razão ao seu proponente. Hoje em dia é aceite por muitos especialistas que uma dieta rica em proteínas e pobre em carbohidratos, apesar de ser desequilibrada do ponto de vista nutricional, é um método eficiente de perder peso.

A grande vantagem da dieta das proteínas é saber que pode comer sem grandes restrições em relação à quantidade ingerida e mesmo assim emagrecer. No entanto existe um senão. Apenas se pode ingerir à vontade alimentos ricos em proteínas.

É sabido que dietas com consumo superior a 1300 calorias diárias têm poucas hipóteses de dar certo. Então porquê o sucesso deste tipo de dieta? Aparentemente as pessoas mesmo podendo comer à vontade acabam por comer pouco se forem proibidas de comer pão, massas, bolos, batatas e outros alimentos ricos em carbohidratos.

As carnes e os peixes possuem uma elevada percentagem de proteínas e baixa quantidade de carbohidratos, atributos que fazem destes alimentos uma peça central da dieta. Mas cuidado! Esta não é uma dieta equilibrada e alguns especialistas suspeitam que embora faça baixar o seu peso possa levar concomitantemente a aumento de ácido úrico ou a problemas renais pelo que não deve ser seguida por doentes renais ou com gota. As últimas informações são de que o colesterol não aumenta se seguir um plano deste tipo, mas não confie demasiado Se tem o colesterol já muito elevado, faça análises regulares e aconselhe-se com o seu médico. O plano de dieta apresentado não deverá ser seguido sem supervisão médica por longos períodos de tempo.

Dieta Tipo

PEQUENO-ALMOÇO
Queijo (magro): 1-2 fatias finas
Ovos: 1 ou 2.
Limonada fraca (1/2 limão), café ou chá

MEIO DA MANHÃ
Presunto (de aves ou de porco): 3-4 fatias

ALMOÇO
Carnes brancas à vontade (peixe ou frango), preparada a seu gosto (de preferência grelhados), 2-3 claras de ovos mexidas, alface tomate

LANCHE
Iogurte magro (1 ou 2)

JANTAR
Refeição também a base de proteínas, mas com mais liberdade no tocante à variedade de carnes e peixe. Verdura a acompanhar. Gelatina dietética como sobremesa


Alimentos permitidos
Fontes de proteínas: carne, peixe, marisco, atum, verduras, saladas, presunto, fiambre.
Fontes de fibras: abóbora, agrião, aipo, alface, beringela, brócolos, cebola, cenoura, cogumelos, couves e repolhos, espargos, espinafre, feijão, verde, pepino, pimentos, tomate.


Alimentos proibidos
Álcool, bolos, pão, bolachas, milho, massa, arroz, batata, doces, banana, uva, figo e fruta com muito amido, cereais, nabo, rabanete, beterraba e refrigerantes não dietéticos.


Alimentos a ingerir moderadamente
Carne gorda, queijo e ovos.


Fruta não recomendada
cereja, figo, maçã, pêra, pêssego, romã.



Durante as primeiras duas semanas, não usar os vegetais com mais conteúdo de carbohidratos como as cenouras e o feijão verde, mas depois introduzi-los na alimentação.

A fruta mencionada como não recomendada não deve ser consumida na fase de perca de peso mas deve depois ser introduzida com moderação na alimentação.

As únicas fontes de fibras desta dieta são as saladas cruas, a variedade permitida é muito grande e a ingestão de verduras e legumes facilita o processo digestivo e previne a prisão de ventre por isso não as elimine.

Beba no mínimo 2 litros e meio de água por dia.

Se tiver fome entre as refeições coma fiambre, presunto, carne assada, atum magro, ovos cozidos ou gelatina de dieta.

Artigos relacionados:
 Introdução à perda de peso
 Dieta Fitpassion das Proteínas








Imprimir este artigo 
Enviar artigo por email 
Homepage